Sábado, 11 de Abril de 2009

BREVE HISTÓRIA DA UNIDADE I

CAPITULO I - Mobilização, Composição, Deslocamento e I.A.O.

 

1 - MOBILIZAÇÃO

Regimento de Infantaria 16 - ÉvoraA mobilização do Batalhão de Caçadores nº 4617/73 foi determinada pelo EME / 1ª Repartição / Secção de Administração e Mobilização. Destinado à R.M.A. (Região Militar de Angola), teve como Unidade Mobilizadora o Regimento de Infantaria nº 16, aquartelado em Évora.

 

Foram nomeados para o Comando:

  1. Comandante o Sr. Tenente Coronel de Infª., ARTUR LOURENÇO, desmobilizado posteriormente e substituido no cargo pelo Sr. Tenente Coronel de Infª. FERNANDO SANTANA GUAPO;
  2. 2º Comandante o Sr. Major de Infª. JOÃO RICARDO MAIA REBOLHO;
  3. Oficial de Operações o Sr. Capitão de Infª. JOSÉ MANUEL FREDERICO PIRES.

2 - COMPOSIÇÃO

No R.I. 16, Unidade Mobilizadora, constituí-se o Batalhão e aí foi ministrada E.P.G. e Instrução de Especialidades (At. Inf.). Após esta fase o Batalhão deslocou-se para o CIM (Santa Margarida) por falta de instalações suficientes no R.I. 16, onde se acabou de constituir e onde foi ministrada durante duas semanas a I.O., a qual não chegou a completar-se em virtude do Batalhão ter visto a ordem de embarque antecipada, após o "Golpe Militar das Caldas da Rainha" em 16MAR74.

Dos quadros do Batalhão, frequentaram Cursos e Estágios, ainda na Metrópole, os seguintes elementos:

  • Oficial de Operações, o estágio de observação e PCAéreo, no CIM;
  • 1 Asp.Of.Mil. e 2 1ºs Cabos Mil. sapadores, o curso de Minas e Armadilhas, na Escola Prática de Engenharia, de 22OUT73 a 07DEZ73;
  • O Oficial de Reconhecimento e Informações e 3 1ºs Cabos Mil. da CCS, bem como um Asp.Of.Mil. e um 1º Cabo Mil. por cada C.Caç., o curso de Operações Especiais no C.I.O.E., de 16JUL73 a 30SET73;
  • O 1º Cabo Mil. de Operações e Informações, o estágio de Informações no R.I. 6 de 03JAN74 a 24FEV74.

O Batalhão tem nos seus efectivos, elementos provenientes de quase todas as Províncias da Metrópole, das Ilhas Adjacentes e da Província de Angola (1 grupo de mesclagem por Companhia).

 

O B.CAÇ. 4617 compõe-se de:

3 - DESLOCAMENTO

Em 02ABR74 o Batalhão fez a sua despedida perante as Autoridades Militares e Civis, na àrea do 3º R.I. (Santa Margarida), tendo-se nessa altura procedido à entrega do Guião e Flâmulas.

Guião do Batalhão de Caçadores 4617/73

Proferiu alocuções, o sr. Coronel Tirocinado do QG/3ª Divisão em representação de S. Exª. o General Comandante da R.M.Tomar.

Respondeu-lhe o Sr. Comandante do Batalhão, que agradeceu e disse da determinação de todos os elementos cumprirem a sua divisa:

"CONDUTA BRAVA E EM TUDO DISTINTA"

Terminada a cerimónia, o Batalhão desfilou em continência às Autoridades Militares e Civis presentes, em tribuna montada no local da cerimónia.

Às 16 horas do mesmo dia a C.C.S. e Comando, embarcaram em autocarros civis, com destino ao Aeroporto da Portela em Lisboa, onde às 23 horas se iniciou o embarque com destino a Luanda.

 

O transporte de cada Companhia, foi respectivamente efectuado em avião "Boeing 707" dos TRANSPORTES AÉREOS MILITARES, tendo a C.C.S. chegado à Província às 8,30 horas do dia 03ABR74, a 1ª C.CAÇ. às 08,30 horas do dia 07ABR74, a 2ª C.CAÇ. às 08.30 horas do dia 10ABR74 e a 3ª C.CAÇ. às 08.30 horas do dia 14ABR74, instalando-se provisóriamente no Campo Militar do Grafanil, nos arredores de Luanda.

Campo Militar do Grafanil

4 - I.A.O.

Tendo saído do CAMPO MILITAR DO GRAFANIL em 10ABR74, o Batalhão ocupou as instalações da FUNDA, localidade a cerca de 70 Kms a norte de Luanda, onde decorreu o I.A.O., durante o qual foi recebida a visita de S. Exª. o GENERAL ALBERTY CORREIA, 2º Comandante da RMA.

As condições de instalação eram más, o clima era bastante insalubre tendo até aparecido alguns casos de paludismo.

Instalações da Fazenda da Funda onde decorreu o IAO

Para efeitos de I.A.O. esteve adida a este B.CAÇ. a C.CAÇ 4947.

Acabada a I.A.O. em 06MAI74, deslocou-se de novo o B.CAÇ 4617 para o CAMPO MILITAR DO GRAFANIL, aguardando transporte para a zona atribuída, onde se operou a rendição em 20MAI74, depois de mais de 1.100 Kms de viagem e 8 dias de sobreposição.

 

CAPITULO II - Generalidades, Estudo de Situação, Resumo das Actividades

A - GENERALIDADES

O Sub-Sector de DALA confiado à responsabilidade do BCAÇ. 4617 a partir de 20MAI74, encontra-se na faixa Sul da área a cargo do Sector da LUNDA e Distrito da LUNDA, tendo como limites a ocidente o Rio CUANGO, a sul e leste o Rio CASSAI e a Norte, embora sem um acidente do terreno que o defina, é na metade leste o paralelo 10º 12' e na metade oeste, sensívelmente o paralelo 10º 31'.

Tem uma área aproximada de 35.000 Km2, equivalente à área da Provincia Ultramarina da Guiné. A sua maior extenção, no sentido OESTE-LESTE, são 430 Km e no sentido NORTE-SUL, de 160 Km.

Pela directiva n.º 10/73 de 27SET73 da ZML/3.ª Sec. foi atribuida ao CMD SEC LUN a responsabilidade pela conduta das operações de contra-infiltração na faixa fronteiriça correspondente à infiltrante geral SACAMBUNGE - MARCO 25, que delegou no BCAÇ 4617 a responsabilidade do cumprimento da missão, pelo que ficou sob controle operacional desta Unidade a região definida a NORTE e OESTE pelo Rio CASSAI, a LESTE pelo Rio LUAU e a sul pelo Rio LUTEMBO.

Conforme o Plano de Rendição, o BCAÇ 4617 substituiu o BCAÇ 4911 neste Sub-Sector de DALA, com a seguinte distribuição:

 

Sub-Sector de Dala

COMANDO E C.C.S. DALA
1.ª CCAÇ. CAZAGE
2.ª CCAÇ. ALTO CHICAPA
3.ª CCAÇ. CHIMBILA

Reforçam este BCAÇ. na sua missão, as seguintes Sub-Unidades:

 

 

Sub-Unidades adidas

CCAÇ. 205 LUMA CASSAI
CCAÇ. 206 NOVA CHAVES (Muconda)
2.ª CCAÇ (BCAÇ. 4210) TEIXEIRA DE SOUSA (Luau)
3.ª CCAÇ (BCAÇ. 4210) LUACANO
GRUPOS ESPECIAIS (GE's) - FIÉIS - FLECHAS .............

 

 

Subsector de Dala

B - ESTUDO DE SITUAÇÃO

Condições Meteorológicas

O clima, de fraca amplitude térmica, de tipo sudanês tropical húmido é agradável durante todo o ano à excepção do mês de Setembro em que a temperatura do meio âmbiente é elevada e no mês de Junho, contrariamente, em que o clima é bastante frio.

Estação seca do "cacimbo"

Prolonga-se desde meados de Maio a meados de Setembro, havendo a anotar as seguintes características:

- Dias claros, de intensos nevoeiros matinais, designdamente nas zonas abrangidas pelas chanas e vales, brumas intensas ao declinaar da tarde, o que limita o horizonte;

- Noites claras de luar, nas adequadas fases da lua, toldadas pela bruma que na região não chegaa originar cacimbos fortes;

- Durante o dia, temperatura com baixas oscilações e acentuado arrefecimento nocturno;

- Ausência total de chuva e, consequentemente, fraco nível no caudal dos rios;

- Vento moderado, normalmente de SSE, que por vezes sopra forte, especialmente na época de transição para a estação das chuvas, levantando grandes nuvens de poeira.

Estação das chuvas

- Decorre de meados de Setembro a meados de Maio, apresentando as seguintes características:

- Grande pluviosidade diária, em períodos de 2 a 3 horas, precedidas por rajadas de vento e acompanhadas de trovoadas intensas, cujas faíscas, ceifam por vezes algumas vidas;

- Brisas e ventos moderados de NE, rodando, porém, por vezes para Este;

- Periodos de sol quente e chuva intensa sucedem-se repetidamente;

- A pluviosidade atinge os valores mais elevados nos meses de FEVEREIRO, MARÇO e ABRIL, provocando, como é natural, o aumento de caudal dos rios que inundam as chanas que normalmente se situam nas margens daqueles.

Aquartelamento de Dala (Porta de Armas)

C - RESUMO DAS ACTIVIDADES

A actividade operacional das NT durante o período de rendição das Sub-Unidades, resumiu-se fundamentalmente ao seguinte:

- Patrulhamentos ofensivos;

- Contactos populacionais (acção-psico);

- Controlo e segurança de itinerários;

- Detecção e destruição de depósitos de material deixado pelo IN;

- Movimentos administrativos e logísticos;

- Protecção aos Trabalhos da JAEA.

publicado por webmaster às 16:47
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Euclides T.B.do Sacramento Neto a 10 de Setembro de 2010 às 15:01
1ºCabo Atirador, feliz por ter encontrado a estrutura da C.Caç.206 baseada em Nova Chaves no ano de 74 / 75, sendo meu Comdt . de pelotão o sr.Alferes Mil. Miguel Ângelo de Carvalho. Gostaria de comunicar-me com restante malta desse tempo de cuemba ".Estou residindo em Luanda.
De momento é tudo.
Forte abraço a todos.
Euclides do Sacramento Neto
923 319 211 Luanda - Angola
De nell teixeira a 3 de Outubro de 2013 às 04:58
Euclides, fui da CC 206 Nova Chaves / Dest. do Cassai de 72/73. Sou de Luanda e vivo em Colombia.
Pelo menos estivemos là...ah! conheci o Alf Carvalho.
Serà muito dificil conseguirmos contactar camaradas desses anos
Abraço amigo
emanuel1950@gmail.com
De Francisco Marchã a 13 de Março de 2011 às 12:31
Algum ex-furriel da 1ª.Companhia esta a pensar comparecer em Almada?Faço esta pergunta pelo facto de ter estado pouco tempo na Companhia e ter poucas recordações do restante pessoal.
F Marchã

Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. ENCONTRO 2014

. ENCONTRO 2013

. 11º ENCONTRO (2012)

. APRESENTAÇÃO DO LIVRO

. Encontro surpresa!

. 11º ENCONTRO DO BATALHÃO,...

. 10º Encontro do Batalhão

. 9º Encontro do Batalhão

. BREVE HISTÓRIA DA UNIDADE...

. BREVE HISTÓRIA DA UNIDADE...

.arquivos

. Abril 2014

. Janeiro 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Junho 2011

. Setembro 2010

. Abril 2009

. Abril 2008

. Abril 2007

. Abril 2006

. Abril 2001

.links

.Visitaram até agora

blogs SAPO

.subscrever feeds